OS EXILADOS DA TERRA

Print Friendly, PDF & Email
Avalie o artigo

Por estes dias li dois livros psicografados, sendo um a continuação do outro, que tratam do exílio de Capela e também do exílio da Terra.
São eles: Exilados por Amor e A Jornada dos Anjos.
Durante a agradável leitura, recordei dos muitos livros que li e que tratam também do exílio de Capela, sobretudo o antigo e bem conhecido livro Exilados de Capela, de Edgard Armond, que li no início dos anos 1980.
Durante nove anos participei de uma reunião mediúnica em um centro espírita em Salvador, que frequentei durante 15 anos, e tínhamos sempre ao final dos trabalhos a comunicação amiga e divertida de um dos integrantes da equipe espiritual, o saudoso amigo que se autodenominava de Neco.
Era um espírito muito maduro, muito sábio, que nos dava sempre excelentes conselhos e nos ajudava muito, e se apresentava como criança, falando como criança, mas não tinha nada de criança no conteúdo da sua fala.

Neco dizia ser capelino, e dizia que nosso coordenador também era capelino.
Uma vez ele descreveu uma cena para mim bem interessante.
Via um hominóide peludo agachado diante de uma fogueira, admirando-a, e ele disse que ele era eu quando ele chegou à Terra, vindo de Capela, ou seja, há alguns milhões de anos, ou pelo menos um milhão de anos.
Disse que eu era muito inteligente, para um hominóide…
Aí fiquei sabendo que eu era terráqueo, em termos de humanidade, e não capelino.
Os exilados do planeta que integra o sistema solar conhecido como Capela foram degredados de seu planeta de origem por não mais se adequarem ao nível evolutivo da maioria, pois o planeta deles estava deixando de ser um planeta de expiação e provas para se tornar um planeta de regeneração.
Eram seres rebeldes, insubmissos às orientações dos espíritos mais elevados de seu planeta.
Não tinham propensão algum para praticar o bem, nem para ajudar ao próximo; não tinham compaixão, eram muito egoístas, avarentos, e muito apegados ao poder.
Como a maioria da população de lá já estava querendo de fato mudar, já estava no caminho da transformação interior, em que pese ainda estar longe da perfeição, os mais rebeldes, que estavam sendo impecilho para o progresso espiritual do planeta, tiveram que ser expulsos, expurgados, degregados, e enviados para um planeta mais primitivo, onde poderiam recomeçar uma trajetória de trabalho redentor e renovador, até reunirem as condições necessárias para o retorno tão almejado ao planeta belo do sistema de Capela. Vieram então para a Terra.
Dizem os espíritos, e alguns livros, como os dois que citei acima, que a maioria dos capelinos já retornou para seu planeta de origem, mas ainda há alguns recalcitrantes, que ainda continuam rebeldes, e que não dão mesmo qualquer sinal de mudança, nem mesmo de desejo de mudar, e estes já estão sendo aos poucos agora igualmente expulsos, ou exilados, da Terra, e sendo levados para outro planeta mais atrasado do que a Terra neste momento evolutivo.

Já no início dos anos 1980, Neco, nosso amigo espiritual, disse que o exílio já havia começado.
Assim, não é coisa nova, que está começando agora.
Também no planeta dos capelinos houve sucessivas levas de espíritos. Não foram todos expulsos de uma só vez.
Alguns foram sendo retirados aos poucos, quando chegou a hora da mudança no planeta, e houve um momento em que catástrofes naturais de grandes proporções causaram um grande número de desencarne.
Na Terra, o mesmo está acontecendo.
Desde os anos 1980 já estava havendo exílio da Terra, mas ainda de pequena monta; mas, nas últimas décadas, o exílio vem aumentando gradualmente, e de forma mais coletiva.
Só da década passada para cá, houve um grande tsunami em 2004 que causou o desencarne de cerca de 200 a 300 mil pessoas.
Em janeiro de 2010, um terremoto no Haiti levou mais de 200 mil pessoas para o outro plano.
Outras catástrofes não tão abrangentes têm levado constantemente milhares de espíritos para o mundo espiritual, e muitos desses não mais vão nascer na Terra, pois estão sendo levados ou preparados para serem levados para outro mundo distante.

Quem parte? Quem fica?
Da mesma forma como aconteceu em Capela, a Terra está passando por um período de transição, deixando de ser um planeta de expiação e provas para se tornar gadualmente em planeta de regeneração.
Assim como os capelinos rebeldes, perversos, extremamente egoístas, sem compaixão, os chamados sociopatas, mais conhecidos como psicopatas, foram exilados de Capela, os espíritos que habitam a nossa querida Terra e que estão em idênticas condições de atraso evolutivo moral estão sendo retirados daqui, e só retornarão quando mudarem sua consciência, sua forma de pensar e, sobretudo, de agir, e quando estiverem ao menos querendo verdadeiramente se regenerar.
Não ficarão aqui apenas os perfeitos, porque a Terra não é um mundo de morada dos seres perfeitos. Aqui não vemos seres perfeitos encarnados. Há alguns raros seres bem melhores do que a maioria, mas são muito raros mesmo. E não atingiram a perfeição.

A Terra está longe de ser um mundo destinado à morada de seres felizes, totalmente felizes. A Terra não é ainda um mundo de felicidade!
Todavia, com a saída dos menos evoluídos, que ainda matam para roubar, que matam em atentados terroristas acreditando que isso é certo, porque acham ainda que os fins justificam os meios, os que desviam dinheiro público, sobretudo da área de saúde, mesmo vendo a condição dos menos favorecidos pela televisão, morrendo nas filas dos hospitais públicos, o mundo vai aos poucos melhorar.
Hoje, os psicopatas constituem uma pequena minoria na sociedade!

São entre 1% e 3%, como indicam pesquisas feitas e que são divulgadas em revistas especializadas de psicologia e psiquiatria! E isso incluindo os não violentos, que são os estelionatários, fraudadores de todos os tipos, corruptos de plantão, etc. Os psicopatas violentos não chegam nem a 1% da população! Eles são inexpressiva minoria! Mas fazem um grande estrago, e a mídia dá muita cobertura à sua atuação, dando a impressão que as ruas estão cheias deles, o que não é verdade.
A maior parte da população da Terra já quer viver em paz, de forma pacífica, sem violência, e não sai às ruas portando armas de fogo, nem fadas, nem facões, machados, etc.
Poucos hoje saem armados, e matam quando são contrariados, mesmo em uma discussão tola no trânsito.
Essas pessoas que ainda portam armas, e que ainda são capazes de matar, estão com os dias contados!

Os “mandados” de captura e prisão estão sendo cumpridos um a um, após o seu desencarne!
O umbral e as zonas ainda mais profundas do abismo do mundo espiritual estão sendo esvaziados muito rapidamente!
Muitos espíritos estão tendo sua última oportunidade de renascer na Terra!
Os que falharem fatalmente serão deportados!
Muitos já foram, e muitos mais ainda serão exilados!

Se você quer de fato permanecer na Terra, que vai gradativamente se tornar um lugar cada vez melhor para viver, e não quer ser transferido para um planeta onde agora vivem como na nossa pré-história, então pare, pense, reflita sobre o que tem feito com a sua vida, e como tem se relacionado com as outras pessoas, e com o planeta.
Se a sua consciência sentir vacilação e temor diante da perspectiva do exílio que se aproxima, então está na hora, e urgente, de começar a mudar, de começar a trilhar o caminho da regeneração interior, para ter o direito de permanecer na Terra.
Não é exigida a perfeição! Não, isso não é para nós da Terá!
O que se exige é um grau mínimo de comprometimento com a regeneração interior!

Pense nisso! Reflita de uma forma madura, e acredite que o exílio já começou há algumas décadas, e que em breve será mais abrangente!
Quem não mais for digno de ficar na Terra, mesmo que tente escapar do cerco, cairá no laço, como disse Jesus.
Ninguém sabe o momento exato do exílio em massa! Nem Jesus sabe, como ele disse, ao se referir ao Dia do Senhor.
Esse dia virá como um ladrão, disse ele..
Assim, prepare-se, e escolha o caminho que achar melhor para a sua vida! Mas faça isso rápido! O tempo urge!
Os escolhidos de que falava Jesus na verdade são escolhidos por eles mesmos!

Nós nos escolhemos, não de forma racional, mas com a nossa vibração. E esta depende de nossos pensamentos, emoções e sentimentos!
Cada um ficará ou será levado, de acordo com o nível vibracional de seu corpo espiritual, de sua mente, e de seu coração!
Escolha-se para ficar! Mude! Transfome-se!
Acredite que você pode!
Boa permanência na Terra, ou boa viagem para um mundo primitivo…

Muita Paz!
Salvador, 19 de maio de 2011.
Luiz Roberto Mattos

Conheça nossa loja virtual: http://mestresanakhan.com.br/loja/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *